Translate

sábado, 28 de abril de 2012
EDITAL 
Sessão Pública no dia 28/04/2012 em Beijós
(Sede da Freguesia)
João Silva Batista, Presidente da Assembleia de Freguesia supra:
Faz público, de acordo com as disposições legais aplicáveis, que no próximo dia 28 de Abril de 2012, (Sábado)  se realizará na Sede da Junta de Freguesia, em Beijós, pelas 21.30 horas, a 1.ª Sessão Ordinária desta Assembleia de Freguesia, que versará a seguinte ordem de trabalhos (ordem do dia):
1 – PERÍODO DE ANTES DA ORDEM DO DIA
PERÍODO DE ANTES DA ORDEM DO DIA.
2 – PERÍODO DA ORDEM DO DIA
2.1 – APRECIAÇÃO DA INFORMAÇÃO ESCRITA DO PRESIDENTE DA JUNTA ACERCA DA ACTIVIDADE DESENVOLVIDA, BEM COMO DA SITUAÇÃO FINANCEIRA DA FREGUESIA.
2.2 – APRECIAÇÃO DO INVENTÁRIO DE TODOS OS BENS, DIREITOS E OBRIGAÇÕES PATRIMONIAIS E RESPECTIVA AVALIAÇÃO, BEM COMO A APRECIAÇÃO E VOTAÇÃO DOS DOCUMENTOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DO ANO DE 2011.
3 – ESPAÇO RESERVADO À INTERVENÇÃO DO PÚBLICO
ESPAÇO RESERVADO À INTERVENÇÃO DO PÚBLICO.

              Para constar se pública este e outros de igual teor, que vão ser afixados nos lugares do costume da Freguesia, podendo ainda, ser consultado através do Portal www.carregal-digital.pt.
               Sede da Junta de Freguesia, aos 21 de Abril de 2012.
O Presidente da Assembleia de Freguesia
 (João Silva Batista)

8 Comentários:

VIVEIROS-BATISTA disse...

ñ me foi possivel estar presente na assembleia, mas convem esclarecer os fregueses de que ao contrario daquilo que foi dito na mesma , ñ foi o PS que chumbou o orçamento rectificativo , mas sim o CDS , partido que suporta a assemleia municipal conjuntamente com o PSD , por isso se ñ conseguem união interna ñ coloquem culpa em quem sempre foi claro nas suas decisões.

Carlos Peixeira Marques disse...

Hein???

Não sei o que foi dito nesta assembleia, só sei que na AM houve 14 votos contra, dos quais 11 do PS, incluindo o teu.
A lei (D-L 100/84) diz que a rejeição do orçamento e suas revisões tem de ser «ser devidamente fundamentada», o que não ouvi de nenhuma das pessoas que votaram contra.
Basicamente, as pessoas que votaram contra preferem que fiquem debaixo do colchão um milhão e meio de euros, em vez de serem atribuídos a:
1. obras que não têm financiamento definido (ex: Rego de Frades);
2. despesas correntes que também não têm financiamento (sobretudo na área da educação);
3. transferências para diversas instituições humanitárias e sociais.

Embora a AM não possa alterar a proposta da CM, pode fazer sugestões e recomendações, mas as únicas sugestões, se assim lhe podemos chamar, que ouvi, foram de presidentes das freguesias onde se tem investido mais a dizer que estão a ser discriminados!!!

Bem, este não é o local próprio para discutirmos isto, mas, como eu disse na minha intervenção final, seria bom que os membros eleitos da AM reflectissem sobre o seu papel. Há toda a liberdade para contestar, contrariar, sugerir alternativas... mas votar contra o orçamento, as GOP e o mapa de pessoal tem de ser uma decisão devidamente ponderada e, como diz a lei, «devidamente fundamentada».

Nota para os leitores:
A proposta de revisão do orçamento, que incorporaria no ano corrente o saldo de 1,58 milhões de euros que transita de 2011, foi aprovada na Câmara por unanimidade (i.e. com votos favoráveis dos vereadores do PSD e do PS).
Na Assembleia, a proposta foi rejeitada, com 14 votos contra (11 PS + 3 CDS), 11 a favor (PSD) e 3 abstenções (2 PS + 1 independente).

VIVEIROS-BATISTA disse...

concordo que aqui ñ seja o lugar ideal para esta discussão, pois haveria muito a dizer , sobre quadro de pessoal, transferencias para instituições humanitarias e sociais, etc.
por isso voto em consciencia se calhar deviam ser mais ...

Victor Peixeira Marques disse...

Convém então esclarecer o seguinte.
Este assunto foi falado na Assembleia de Freguesia, porque alguém interpelou a Junta qual era o estado da Pavimentação do "Rego dos Frades", ao qual o Presidente da Junta respondeu que o PS votou contra a revisão do orçamento, onde estava essa obra e que agora mais uma vez iria ser adiada devido a isso(o que não é mentira nenhuma por sinal)secundado por uma informação minha que também o CDS votou contra (o que não é mentira nenhuma por sinal conforme vimos atrás).
A cabimentação orçamental do "Rego dos Frades", correspondente a 189.000,00€ (nºs redondos)estava nesta revisão orçamental que foi chumbada por CDS e PS, o que ressalva para nós Freguesia de Beijós é que mais uma vez a obra vai ficar parada ou adiada (também devido a esse chumbo), mas isso cada um é responsável pelas suas posições e votos em "consciência".
Por fim, concordo que os sitíos certos para debater isto, são a Assembleia Municipal e de Freguesia e não aqui, mas como estamos em "esclarecimentos", convém não ficar dúvidas.

VIVEIROS-BATISTA disse...

Para que ñ fiquem duvidas ,assumo a responsabilidade do meus votos e dos meus comentarios, e so comentei a situação devido a forma como o caso foi posto na AF, pois o PJ viu bem quem votou e como votou, por isso devia falar verdade e ñ aproveitar para fazer politica.

Anónimo disse...

Viva a política

Victor Peixeira Marques disse...

Viva os anónimos.

Anónimo disse...

Este mundo esta entregue a bicharada.
Que futuro terao os nossos netos?

Enviar um comentário