Translate

Beijós era um oásis

quinta-feira, 10 de julho de 2014
«Está situado o dito lugar de Beijós num vale entre um Ribeiro (...) o qual usam os moradores para regarem os frutos, (...) chama-se o Ribeiro da Azenha;
outra (...) principya por cima dos Moinhos de Travassos entre Carvalhal e Algeraz (...) tem uma ponte de pedra de cantaria, e pela parte de cima (...) um Lagar de Azeite e uns Moinhos, e outros Moinhos pela parte de baixo;
tem mais outra ribeira (...) tem também sua ponte de pedra de cantaria e dois Lagares de Azeite e uns Moinhos;
ambas estas ribeiras deixam de correr no Verão, mas sempre fertelizam as terras com as suas águas que os moradores costumam empresar (...);
estas duas ribeiras se juntam com o dito Ribeiro da Azenha logo por baixo deste lugar [de Beijós] e todos três entram no Rio Dão junto a Ferreirós que fica daqui distância de uma légua, tendo nesta distância mais outro Lagar de Azeite e vários Moinhos».

Agora deixam-nos neste estado a ribeira que principia entre Carvalhal e Algeraz e querem arrasar os sítios onde ainda se poderia guardar a memória dos moinhos.
Vamos ficar de braços cruzados?

1 Comentários:

PPP Lusofonia disse...

Vamos toldos telefonar para a GNR VERDE, o SEPNA, sos ambiente e território – 808 200 520 (24 horas) em paralelo com o serviço online http://gnr.pt/portal/internet/sepna/12.denuncias/form_sepna.asp onde pode preencher a denúncia,

Enviar um comentário