Translate

Casa de Passal sob ameaça

terça-feira, 5 de janeiro de 2010
Quem visita Cabanas de Viriato e vê os buracos cada vez maiores no telhado da Casa de Passal, não pode senão interrogar-se até quando a estrutura vai aguentar e qual é será o risco de derrocada iminente.
Se 2009 foi o ano de todas as eleições, 2010 será o ano de todas as comemorações.
Em Junho, comemora-se 70 anos o Acto de Consciência quando Aristides de Sousa Mendes tomou a grande decisão de ajudar os refugiados que se concentravam em Bordéus em 1940 apesar das consequências. Celebra-se também a chegada dos refugiados a Vilar Formoso, a Cabanas e outros pontos de Portugal que lhe ofereciam um refúgio pacífico depois da angústia da fuga.
Em Julho, celebra-se 125 anos do nascimento de Aristides de Sousa Mendes.
Em Outubro, celebra-se 100 anos da implantação da República.

Seria bom um dia celebrar o lançamento do projecto de reabilitação da Casa do Passal e de criação do Museu e Centro de Memória Aristides de Sousa Mendes.

13 Comentários:

beijokense disse...

Só não percebo o que tem a República a ver com o assunto... só se for para divulgar o que o católico ultra-conservador e anti-republicano Aristides dizia sobre a dita.

Anónimo disse...

Sabe o que é Micas? Pelo que já ouvi dizer, dinheiro há e muito, mas quando não há uma cabeça que oriente as coisas...São muitas cabeças a dar ideias mas não querem pôr as mãos na massa com medo de serem criticados ou o contrário... querem os louros dos trabalhos dos outros sem terem de fazer nada.Ter o apelido do heroi não basta: é preciso ser empreendedor e querer trabalhar... Porque não entregam isso a um administrador independente, como se faz com os condominios?

marta disse...

Estive a ver o nome dos contributores: o que aconteceu ao vadio? saiu ou foi promovido a engenheiro?

Anónimo disse...

É uma pena ver aquele imóvel naquela situação.

Anónimo disse...

Isso de "louros" é coisa de "alma pequena".
Nesta fase,louros só interessam para temperar as azeitonas retalhadas.

Se o Aristides se tivesse preocupado com os louros, teriam desaparecido mais milhares e milhares de pessoas, cujos descendentes não estariam cá sequer.

Anónimo disse...

nao gosto deste novo beijós xxi.

beijokense disse...

@marta
Eu desconfio que o Vadio perdeu a senha de acesso ao blogger. Devia estar a contar que migrássemos para o Sapo ou para o Wordpress.

VerdeCódigoVerde disse...

"O Buracão no Telhado", novo filme de terror a estrear no novel festival de Cinema Fantástico de Carregal do Sal. Realizadores: a dupla de conveniência de patrões da Câmara Municial de C. do Sal.

beijokense disse...

Enquanto não houver consciência de que existe um "buracão" em Portugal inteiro, ficamos todos à espera do chamado "investimento público para Avançar Portugal". Só falta o TGV para avançarmos mais rapidamente para o "buracão".

Quanto à CMCS, já tem buracos que chegue. Não me parece conveniente meter-se em mais um.

contribuinte disse...

A CMCdS já "está metida" na Fundação Sousa Mendes

VCódigoV disse...

Folgo em saber que a CMCS "já tem buracos que chegue". Quem diria. Mas qual é o problema em ter "buracos"? O que eu quero dizer é que um simples "buraco" ou "buracão" pode ser uma obra de arte ou dar azo a uma obra de arte, como seja uma possivel fita de que atrás se fala. Qualquer um de nós é proprietário de pelo menos sete, como sete eram os do adão e da eva e dos quais ninguém abdica, embora ás vezes empreste.
Não sei se os "buracos" da CMCS são oficias ou oficiosos. Mas será possível saber, em concreto, quais são esses "buracos" da CMCS?

Estou convencido que o tal "filme de terror" ultrapassaria o "AVATAR" em sucesso de bilheteira, o que daria para obturar muitos dos "buracos" da CMCS.

Anónimo disse...

Franco-portugues.Disse.
Ouvi a pouco uma nova canconeta para mim!...

Portugues trabalha, trabalha portugues, trabalha todo ano,mas quem fica rico e o "VATICANO".

Anónimo disse...

Digam o que disserem, mas deixar a Casa de Passal neste estado de deterioração é deprimente. Ainda mais se há muito dinheiro, como disse aí outro anónimo.
Onde estão os grandes empresários? Que emprestem um bocado de seu tempo para gerenciar esta restauração!

Enviar um comentário