Translate

Fim á vista, para as inspecções às instalações eléctricas.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010


"A alteração à lei põe em causa a segurança, dizem os especialistas, e põe em risco 600 postos de trabalho.


A lei que prevê a certificação e inspecção dos projectos e instalações das redes eléctricas e de gás foi alterada, fazendo desaparecer os certificados obrigatórios substituindo-os por termos de responsabilidade. (...)
No dia 27 de Janeiro foi enviado para a Presidência da República, para promulgação, o decreto-lei que faz a revisão do regime jurídico da urbanização e da edificação.


Entre várias alterações consta o desaparecimento da aprovação, certificação por entidades externas aos municípios dos projectos de engenharia para as redes eléctricas e de gás, bem como as inspecções feitas na conclusão do projecto. Estas, passam a ser substituídas por termos de responsabilidade subscritos pelo técnico autor do projecto legalmente habilitado.
Ou seja, até agora qualquer projecto urbanístico, privado ou estatal, para obter o licenciamento da autarquia tinha que submeter os projectos de electricidade e de gás a entidades independentes, creditadas para o efeito, e só após a sua certificação poderiam avançar. Concluída a construção essas redes eram alvo de inspecção por parte das mesmas entidades, que verificavam a conformidade do projecto.


A ser promulgada a revisão da lei, o termo de responsabilidade do projectista basta.
É neste ponto que as diferentes entidades, e mesmo os representantes dos construtores a nível nacional, dizem que "ninguém ganha nada com esta alteração, pelo contrário, perdem os consumidores, perde-se a segurança".
O exemplo é dado por Edmundo Fonseca, responsável do Laboratório Industrial de Qualidade (uma das entidades que supervisiona a parte eléctrica desde 1998), ao referir que ,"em dez anos de trabalho, dos 16 mil projectos avaliados 80% apresentavam não conformidades graves e muito graves, ou seja, tinham erros graves que podiam pôr em causa a segurança de quem vai usar os edifícios".
Na mesma linha está o director técnico do Instituto Tecnológico do Gás, João Ferreira, que aponta erros nos projectos na ordem dos 30 a 40%, "sendo que em 5% tinham que ser completamente reformulados porque não satisfaziam nenhuma das regras de segurança".
Para estes dois técnicos, "a promulgação desta revisão é um passo atrás na segurança", acrescentando que "cai por terra o saber acumulado ao longo de anos para melhorar a qualidade e a segurança destes dois serviços". (...)
"Até agora o comprador tinha a garantia dada pela certificação das entidades competentes, quer pelos materiais utilizados quer pela instalação. A passar esta lei, passará a ter apenas um termo de responsabilidade do projectista". (...)"






32 Comentários:

jbatista disse...

Andar para trás. Como técnico responsável não concordo nada com isto. Na pratica, dá luz verde aos maus profissionais.

Anónimo disse...

acabar nao estou de acordo mas reformular sim,pois o abuso dos preços e a tentativa de procurar reinspeçoes tem sido pratica principalmente nos ultimos tempos.

Anónimo disse...

Eléctrodo
como técnico responsável que sou estou de acordo que acabem com as inspecções pelo seguinte
1.certos inspectores não tem profissionalismo nem capacidade para o fazer,porque em vez de fazerem uma inspecção como devia ser feita só procuram coisas minimas que não põe em risco a segurança das pessoas .
2.depois de uma instalação eléctrica inspeccionada a responsabilidade continua a ser do técnico responsável pela execução e não da entidade certificadora.
3.e como dizem que a segurança vai ficar em causa eu acho que não porque nos assinamos um termo de responsabilidade portanto temos que ser responsáveis e no entanto estou de acordo que por vezes apareça uma auditoria para ver como as coisas andam e se existir não conformidades que se justifiquem que ponha a segurança em perigo que sejam punidos.

Anónimo disse...

Nao sou electricista,canalizador,carpinteiro ou agente tecnico,ou melhor portador de carta.
Apenas um curioso com dois olhos, no respectivo logar.
Fiz plantas para minha utilizacao, instalacoes electricas, canalizacao, de gaz e agua, telefone e televisao.
Todas elas inspecionadas, pela entidade competente,e,responsavel.
Todos esses meus trabalhos, passaram a primeira vez. Aqui esses servicos assumem a responsabilidade, por o prazo de um ano.Neste estado para qualquer desses trabalhos tem que tirar a respectiva licenca, que vem acompanhada, de detreminado espaco de tempo para completar. Caso contrario tera que obter
novo permete.Todo o material empregado tem que ser garantido,com um justificativo de garantia do fabricante, por determinado espaco de tempo,que e determinado pela qualidade, em graus.
Nesse pais: ninguem garante coisa alguma.
A meses comprei mais uma casa, mas tinha a garantia, que determinadas maquinas domesticas,
estavao em condicoes de trabalhar, pelo menos por o prazo de um ano,o tanque de aquecimento da agua, passado uns meses comecou por perder agua,
so tive que reclamar,foi logo subestituido.
Uma vez apareceu-me aqui um burlao, queria vender-me um aquecimento de agua solar.
So lhe fiz a pergunta, quanto e que eu poupo no gaz, 20 dollars mensais. Nesse tempo o banco por aquela importancia investida,pagava 30 dollars de juros mensais.So lhe respondi fora da minha propriedade.O que ele fez de imediato.
Francisco Abilio Abrantes
U.S.A.

Anónimo disse...

Sou Técnico Responsável na área de instalações eléctricas, e penso que o trabalho feito pela entidade certificadora Certiel é positivo, no entanto lamento realmente que nas inspecções se procure as chamadas não conformidades que não são relevantes e que não põem em causa a segurança; porque hoje em dia com os equipamentos de protecção se aplicados devidamente não tem justificação, certos procedimentos por parte das entidades inspectoras.
Penso que a extinsão da Certiel a acontecer; esta entidade é a principal responsável porque não soube na sua actuação ir ao encontro da realidade das situações, fazendo com que aparecesse métodos de certificação associados à corrupção.
Os T.R.devem ser responsabilizados com punições a doer no caso do não cumprimento das regras técnicas que ponham em causa a segurança de pessoas e bens, mas não me venham dizer que uma janela duma casa de banho que não tem ligação equipotencial existindo protecção de alta sensilidade contra correntes de defeito que é uma N.C. grave, só que esta situação faz com que entre mais cento e tal euros nos cofres da Ceriel e isto é só um exemplo porque há muito mais.

Anónimo disse...

Francisco Abilio Abrantes;
Ja passaram cerca 30 anos , que pela primeira vez,
remodelei uma casa neste pais. U.S.A.
Apanhei um inspetor daqueles, que trabalhavam para os contraters electrecistas.
Um dia chamei para proceder a respectiva inspecao.
Comeca por dizer esta caixa, tem que ser modade, para ali,no dia seguinte, esta caixa nao e aqui, tem que ir para ali. Local anterior.
Eram cerca das 4 da tarde.O departamento fecha as 5 da tarde.Estava a trabalhar, agarro nos papeis e directo ao departamento, de obras, um murro na secretaria a minha frente, estavam a entrar, os inspectores incluindo esse figurao.
Todo o mundo se pos de pe,incluindo o chefe deles.Qual o problema?
Esse sr. esta a a busar de mim.Fez-me mudar uma caixa ontem e hoje queria que a muda-se para o mesmo lugar.Amanha esta la as 9 horas.
No dia seguinte as 9 exactas, o chefe o tal figurao.
O chefe, fostes to que fizeztes isto?
Fui!...
Entam se fizestes isto tambem sabes isto!...
A caixa teria que ser substituida, uma vez que a casa aumentou de area.
Mas!...
Tem cuidado que aqueles cabos tem corrente.
Desconhecia que ate poderia mecher nos cabos da corrente.
Ja la vao esses anos e ainda hoje vivo na mesma casa. Nunca tive problemas com a corrente.
E preciso ter dois olhos no respectvo logar.
Trabalhei de carpiteiro.
Mas!...
Sempre com os olhos no trabalho dos outros.
Numa das grandes construcoes, que trabalhei,
o encarregado, fez de mim o fiscal da obra,sempre que chamava os inspectores,
eu teria de ir fazer a inspeccao, sempre passou.
Neste pais o que interessa, e saber o que se faz.Quanto ao gaz, eu tenho, o "guache" que se liga aos tubos poe-se a 20 libras de pressao,e, tera de se manter durantes 24 horas, com a variacao de apenas um libra,+-.
Prezo-me de tudo quanto tenho feito neste pais.
Francisco Abilio Abrantes
abrantes@juno.com
U.S.A.

Anónimo disse...

Bom dia caros colegas...independentemente de concordar ou não com a existencia da certiel, venho anunciar que o decreto lei 26/2010 foi publicado em diario da republica a 30 de março, veio abolir a certiel,e o mais caricato é que eu já liguei para a certiel e eles dizem que não sabem de nada e dão a volta ao assunto,quando a lei está esplicita, mas como é lógico isto só entra em vigor ao final de 90 dias...por isso a certiel tem interesse em ganhar mais uns dinheiritos...não seriadade da parte deles.Acho que temos o direito de saber a verdade e não nos fazerem de estupidos.

hawk76 disse...

180 dias para entrar em vigor.

Anónimo disse...

não...lá fala em 90

hawk76 disse...

"Artigo 130.º - Entrada em vigor
O presente diploma entra em vigor 180 dias após a data da sua publicação."

Anónimo disse...

Artigo 4º-90 dias

Anónimo disse...

e ARTIGO 8º

Anónimo disse...

e Artigo 8º

Anónimo disse...

do Capitulo I

Anónimo disse...

Oi colegas
É só para vos avisar que as camaras e a EDP já estão a aceitar só o termo de responsabilidade, segundo eles dizem que os 90 dias é o tempo de adaptação para estas alterações.
Eu fui á EDP com o propritario de uma instalação que eu andei a executar...e o facto foi que fizeram-lhe o contrato sem o certificado da Certiel, apenas apresentei a licença de utilização(também isenta de Certiel) por causa da nova lei e o termo de responsabilidade.
Por isso aos interessados...façam como eu ...levem uma fotocópia do regulamento ás camaras e ás EDP`S das vossas localidades e tratem dos vosso assuntos sem o certificado da Certiel...se o funcionário se recusar...apresente as fotocópias do regulamento...

cumprimentos

Anónimo disse...

mais sapateiros ai no terreno

Anónimo disse...

sapateiros...são os inspectores da certiel

Anónimo disse...

Sou técnico projectista e instalador há trinta e dois anos.Tenho feito um pouco de tudo no respeitante a projectos e sobretudo a instalações eléctricas de 2ª,3ª e 5ª categorias.
Reconheço que a Certiel foi um organismo criado com determinado objectivo e que em determinados casos justificou a sua criação.Porém,a partir do momento em que determinados Senhores Inspectores;demasiado zelosos,arrogantes e sem o mínimo de sensibilidade para o exercício do trabalho que estão a desempehar e que na minha perspectiva deve para além de ser um trabalho de inspeção,ter também uma elevada componente pedagógica;(nem todos somos eruditos e nem a escola da vida permitiu que todos fossemos srs.Drs. ou Eng.os),lamento que alguns desses senhores não saibam encarnar o mui dificil e desgastante papel do instalador.Andam muitas vezes à procura da (agulha no palheiro),ou para mostrar que são mais competentes que outros colegas ou então para mostrar aos seus superiores que afinal eles a que são os bons e que conseguiram apanhar mais um (pato bravo) em transgressão,muitas vezes apenas por que a cor do isolamento de determinado condutor que deveria ser Cinzento é castanho ou preto e assim conseguiu detectar uma não conformidade que vai obrigar o tal dito (pato bravo)a pedir uma reinspecção e permitir à CERTIEL arrecadar mais nuns EUROS que pelos vistos tanta falta fazem nos seus cofres.Por tudo isto,concordo plenamente que sejam abolidas as inspecções às instalações eléctricas e que sejam os respectivos técnicos a assumir a responsabilidade pelas mesmas.
Há Técnicos inspectores que estão acima da mediocridade daqueles a que me referi.Para esses o meu sincero reconhecimento pelo seu brio e profissionalimo.

Anónimo disse...

fin da certiel era a tempo,agora eles certifican por correio sim facer la inpeccao

Anónimo disse...

De facto era bom que acabacem com essa palhaçada,mas para já ainda não se sabe de nada, pelo menos no que diz respeito ás nstalações que não tem projecto. Ou alguém já sabe?

Bunny disse...

Não e so fazer contrato de enrgia sem certificado....posso alertar que ate ontem o sistema inf da EDP nao estava preparado, ou seja, nao aceita inst sem cerificaçao. Mas da Certiel realmente não veio ainda nenhuma comunicação e ainda ontem liguei para la para confirmar a certificaçao de umas instalaçoes.

Anónimo disse...

0 dcet lei ja foram 180 dias

Anónimo disse...

Bom Dia
Sou electricista á cerca de 20 anos não estudei para tál , como tal não tenho carteira profissional .
Como não á fiscalização de ninguem , Será que posso assinar termos de responsabilidade de electricista ou tenho que obter alguma certificação para o efeito .

Obrigado

Anónimo disse...

Concordo com esta situação já é tempo de simplificarmos as coisas em portugal .

Os sr da Certiel colocavam problemas por tudo e por nada , até tinham que estar presentes os tecnicos durante a inspecção , assim nós das obras podemos fazer as coisas á nossa maneira , certamente com maior melhoria de serviço e por metade do valor mais barato .

Já agora sou encarregado de pedreiros posso me responsabilizar pela electricidade e gás ou é necessario um engenheiro .

Anónimo disse...

os senhores da certiel são um bando de ladroes so procurão cosinhas sem qualquer assunto para pedirem rienespeçoes coisa eças ue não poem em prigo ninguem.
outra sitoação eu faço uma estalação eletrica é feita espeção pela certiel e é aprovado ,
o propriatario contrata outro eletrecista ou ele proprio altera a estalação eletrica para que serve a certeficação da crtiel

Anónimo disse...

ácho que esta na altura de os politicos pararem essa camada de abutes

Anónimo disse...

Os projectos eléctricos vão continuar a ter de ser aprovados pela Certiel:
______________________
ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA
Lei n.º 28/2010
de 2 de Setembro

Primeira alteração, por apreciação parlamentar, ao Decreto -Lei
n.º 26/2010, de 30 de Março, que procede à décima alteração
ao Decreto -Lei n.º 555/99, de 16 de Dezembro, que estabelece
o regime jurídico da urbanização e edificação, e procede à
primeira alteração ao Decreto -Lei n.º 107/2009, de 15 de Maio

10 — O disposto nos n.os 8 e 9 não se aplica às especialidades
de electricidade e de gás que serão reguladas

Unknown disse...

Finalmente vai acabar a mama! Entrada de sapateiros, impossível! Só realmente os profissionais! Para quê ter uma entidade que não assume qualquer responsabilidade, Aqueles que acham vai haver mais sapateiros deviam ir trabalhar para a Alemanha, França, etc.... Europa central para aprenderem a ver como se trabalha! Cresçam e apareçam!

Fantasma disse...

Boa tarde amigos se é que posso chamar ,Já fui Inspector de uma Erie que trabalha para a Cetiel e neste momento estou como Instalador , Deviam ter vergonhas sobre as barbaridades que aqui Postam mal dos tecnicos se a Certiel acabar entram os chamados electropedreiros ai sim deixa de haver segurança e qualidade do trabalho realizado tenham vergonha. V Ludwig

Fantasma disse...

Boa tarde amigos se é que posso chamar ,Já fui Inspector de uma Erie que trabalha para a Cetiel e neste momento estou como Instalador , Deviam ter vergonhas sobre as barbaridades que aqui Postam mal dos tecnicos se a Certiel acabar entram os chamados electropedreiros ai sim deixa de haver segurança e qualidade do trabalho realizado tenham vergonha. V Ludwig

Unknown disse...

Sou electricista proficional já não trabalho algum tempo, com a carteira profissional n°20412 gostaria de dar a minha opinião sobre o teste anterior do sr."fantasma"(gostaria que toda a gente se identefica-se)estou de acordo com o que disse e temos de ter muita atenção ao fassilitismo de não fazerem vistorias às instalações e a obrigatoriedade de apresentação de termos de responsabilidade pela execução das instalações e ter a coragem de combater a irregularidades de alguns inspectores se for o caso mas sempre com o máximo de respeito se quisermos ser respeitados.João Manuel Cruz Pita, Alenquer.

Unknown disse...

Sou electricista proficional já não trabalho algum tempo, com a carteira profissional n°20412 gostaria de dar a minha opinião sobre o teste anterior do sr."fantasma"(gostaria que toda a gente se identefica-se)estou de acordo com o que disse e temos de ter muita atenção ao fassilitismo de não fazerem vistorias às instalações e a obrigatoriedade de apresentação de termos de responsabilidade pela execução das instalações e ter a coragem de combater a irregularidades de alguns inspectores se for o caso mas sempre com o máximo de respeito se quisermos ser respeitados.João Manuel Cruz Pita, Alenquer.

Enviar um comentário