Translate

Permacultura oferece colheita ecológica

sábado, 15 de maio de 2010
Telhas vermelhas espetadas na terra, canteiros elevados, cravos túnicos no meio das alfaces, tudo no sopé da serra de Sintra!
Bem diferente das hortas de Beijós, mas as alfaces verdinhas despertaram logo a atenção.
E a explicação não se fez esperar. Trata-se de permacultura , que poderia definir-se literalmente como "agricultura permanente". A permacultura recupera praticas ancestrais que combina com técnicas inovadoras para tratar as plantas, animais, construções, infra-estruturas (água, energia, comunicações) não apenas como elementos isolados, mas como fazendo todos parte de um grande sistema relacionado e sustentável.
Eis a explicação (em segunda mão):
  • Para prearar as "camas" ou canteiros elevados, colocar papelão, sem fita-cola ou plásticos, directamete sobre a terra (não é preciso cavar, nem sachar, que bom!)
  • Colocar as telhas, tijolos ou madeira em redor e ir enchendo até quase ao topo com folhas, estrume ou composto, matéria orgânica
  • Colocar uns 10 cm de solo no topo
  • Colocar vasos de barro, com o buraco bem tapado, bem enterrados, com leca, encher de água para humidificar o solo e tapar para não evaporar
  • Ir regando, para o material orgânico ir abatendo
  • Plantar um cravo túnico que serve para afastar pragas
  • Plantar as plantas semeadas previamente em viveiro
  • Colocar folhas, caruma, serradura, ou outro material de protecção entre as plantas e entre os canteiros, para evitar evaporação e controlar as ervas daninhas
Os canteiros mantêm-se de ano para ano, daí o nome permacultura.

Eis um bom modelo de horta biológica!

3 Comentários:

alfacinha disse...

Que dizem disto os agrigultores profissionais de Beijós?

Permacultura no Alentejo disse...

Ver artigo interessante sobre permacultura no Alentejo na Pública de hoje

http://www.publico.pt/Sociedade/na-publica-deste-domingo_1474031

Agricultor urbano disse...

Curso de hortas em Permacultura
Centro de Ecologia Aplicada, Instituto superior de Agronomia - Tapada da ajuda, Lisboa, Portugal

Sábado, 28 de Janeiro · 9.30 - 18:00
Num curso em que os participantes ficarão a saber efectivamente como iniciar e fazer uma horta ecológica num quintal, pois irão participar de todo o processo de instalação de uma horta in loco:


1. A concepção e design
2.Noção de ecossistemas e habitas naturais
3.Noções de Permacultura
4. A preparação dos solos
5. A criação do composto
6. As plantações e sementeiras
7. A manutenção
8. A instalação do sistema de rega
9. A protecção e fitossanidade
10.Camas elevadas

No final os participantes recebem um manual em pdf de agricultura biológica, uma tabela de consociações de culturas e uma tabela de tratamentos e controle de pragas e doenças assim como outros documentos utilitários

Custo: 35 euros
Avisos específicos: Por questões alheias a nós de regras do espaço, a entrada na tapada com viaturas custa 1,5, a pé é gratuita
Para o almoço existem restaurantes fora da tapada (ajuda) e um lá dentro (caro), dado o espaço do curso ter condições para isso e ser extremamente agradável, sugere-se trazer refeição que pode ser aquecida ou piquenique

Contactos: 966237047
cultivar.bidiversidade@gmail.com

Enviar um comentário