Translate

QREN financia inovação em Viseu/Dão-Lafões

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011
MAIS CENTRO (QREN) ASSINA PROTOCOLO DE FINANCIAMENTO DA “REDE URBANA PARA A COMPETITIVIDADE E INOVAÇÃO DE VISEU/DÃO-LAFÕES

O Presidente da Comissão Directiva do programa Mais Centro da QREN, Alfredo Marques, e o Presidente do Conselho Executivo da Comunidade Intermunicipal da Região de Dão-Lafões (CIMRDL), Carlos Marta, assinaram a dia 16 de Dezembro, em Viseu, o Protocolo de Financiamento da “Rede Urbana para a Competitividade e Inovação de Viseu/Dão-Lafões”.

Com um investimento total de 9 milhões de euros e uma comparticipação do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) de 5,8 milhões de euros, esta Rede envolve a CIMRDL, os municípios de Tondela, Viseu, Santa Comba Dão, S. Pedro do Sul, Nelas e Mangualde, a Associação Empresarial da Região de Viseu (AIRV), o Conselho Empresarial do Centro (CEC), a Escola de Estudos Avançados das Beiras (EAB), a WinCentro- Agência para o Desenvolvimento Regional, o CAEV-Centro de Artes do Espectáculo de Viseu, o IPV- Instituto Politécnico de Viseu, a Universidade Católica, o Instituto Piaget, a Escola de Estudos Avançados das Beiras, a Entidade Regional de Turismo do Centro e a Associação Cultural e Recreativa de Tondela.

A “Rede Urbana para a Competitividade e Inovação de Viseu/Dão-Lafões”propõe uma estratégia de consolidação de dinâmicas colectivas de desenvolvimento urbano centradas na inovação e no conhecimento e na promoção das condições de atracção e fixação de actividades inovadoras. Mais Centro administra os subsídios de fundos europeus como o FEDER, ao abrigo do QREN, para a região Centro, que vigoram até 2013.

Fonte: www.maiscentro.qren.pt , 2010-12-16

Onde está o Carregal?

16 Comentários:

Anónimo disse...

O Carregal tem aquilo que merece.Não será tempo de alertar os eleitores do Carregal para a falta de qualidade dos autarcas que escolheram?
Os eleitores também têm responsabilidades. Como estamos em tempo de campanha, será bom refletir sobre as escolhas que devemos fazer. È assim em democracia...

Anónimo disse...

ENTAO E O CARREGAL?ISTO E UMA VERGONHA PRO MUNICIPIO.........

Anónimo disse...

O Carregal não está neste programa, mas está noutros da CIMRDL e do QREN, como por exemplo modernização administrativa, projecto Inovesal e o principal que é a requalificação Urbana da avenida principal da sede de concelho, que ascende a mais de 1,5 milhões de euros.
Antes de certas publicações deviam informar-se melhor sobre os projectos em curso e sobre o que é

"Com um investimento total de 9 milhões de euros e uma comparticipação do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) de 5,8 milhões de euros"

Quem paga a diferença?

Anónimo disse...

Eu já escolhi - vou votar num poeta que tem um vozeirão que afugenta os especuladores e os agiotas.

Anónimo disse...

Vai lá com o Poeta que vais ver o que ele afugenta.

Anónimo disse...

Vale mais um poeta que um cavaco a cuspir bolo rei, além disso ele que pegue no BPN de que ele também foi dono através da SLN, junto com os amigos e vão todos para Cabo Verde que o amigo Dias Loureiro tem lá estadia para todos.

beijokense disse...

Aconselho vivamente a leitura dos comentários a um post do Beijós XXI sobre um projecto precursor deste, o famoso Viseu Digital.

Anónimo disse...

Micas 10 disse

"Não seria de questionar asprioridades da câmara ?
Será que a ligação com fibra óptica é mais importante e urgente do que a promoção da utilização da internet nas freguesias ? "

então, agora não se questiona.

ainda bem que a CMCS não adriu a este, é mais um Elefante Branco.

Micas10 disse...

É bom discutir estes e outros projectos, e os respectivos resultados esperados.

Em termos de "banda larga" estreitinha e instável, dizem-me que Beijós ficaria muito melhorado se a PT colocassem uma centralita ali na rua da Igreja, em vez de dependermos do cobre que vem de Canas de Senhorim.

Ou estará prevista a instalação de fibra óptica em Beijós? Nesta década?

NelsonMartins disse...

Carregal não está nesta, nem na recentemente criada "REC - Associação Rede Economias Criativas", fundada pelas CCMM de Óbidos, Guimarães, Montemor-o-Velho, Montemor-o-Novo, Seia, TONDELA e Fundação Bissaya Barreto; tem por objecto a implementação do programa "Economias Criativas", aprovado pela Comissão Directiva do MaisCentro (Programa Operacional Regional do Centro). Como não é associada fundadora poderá entrar como associada efectiva, só que em assembleia geral o seu voto não terá o mesmo "peso" que as fundadoras. A relação será de 1 para 10 ... conforme os respectivos estatutos.

Carlos Peixeira Marques disse...

Os oligopolistas da Internet fazem gato sapato do regulador. Há fibra a poucas centenas de metros da minha casa, mas não tenho acesso a ela, nem sequer ao mísero fio de cobre que serve os meus vizinhos e que lhes permite ter net a uma velocidade bastante menor do que a banda "estreita" de Beijós.

Carlos Peixeira Marques disse...

@NelsonMartins et. al. Realmente, é mais extensa a lista de projectos em que o Município do Carregal não está do que a lista em que está, LOL.

Esquivo disse...

Operadores te telecom a "fazerem gato sapato" da Anacom como regulador não seria novidade, infelizmente, é o fenómeno bem conhecido de "Captura do Regulador".

Bem precisamos de reguladores mais "esquivos", para continuar a analogia felina.

Carlos Baptista disse...

Beijós e Pardieiros já têm fibra óptica desde Julho de 2009.

Cobres furados disse...

Fibra óptica em Beijoz desde 2009?
Mas quando a banda larga cai, a SAPO ADSL diz que é por causa do cobre que vem de Canas...

Carlos Baptista disse...

Claro, só a escola de Beijós e dos Pardieiros é que têm fibra óptica, embora futuramente essa linha possa ser disponibilizada para toda a população, haja vontade da PT.

Enviar um comentário