Translate

Casa do Passal avaliada em um euro

quarta-feira, 3 de agosto de 2011
Extracto da Acta da Reunião da Câmara Municipal de Carregal do Sal

ACTA NÚMERO TRINTA E NOVE (2009-2013), DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE CARREGAL DO SAL, REALIZADA NO DIA 15 DE ABRIL DO ANO DE 2011: --------------------------------

… 15. CASA DO PASSAL. EXPOSIÇÃO DA FUNDAÇÃO ARISTIDES SOUSA MENDES. ANÁLISE E DELIBERAÇÃO DA CÂMARA MUNICIPAL. (a fls.113va 114v)---------
-----------PAGAMENTOS(a fls.114v)--------------------------------…

----------- O Vice-Presidente, Luís Humberto da Costa Fidalgo, no início da apreciação do ponto seguinte mostrou impedimento e retirou-se da sala. -------------------------------------------------------------
----------- FUNDAÇÃO ARISTIDES SOUSA MENDES -------------------------------------------------------
----------- (0170/20110415)15. CASA DO PASSAL. EXPOSIÇÃO DA FUNDAÇÃO ARISTIDES SOUSA MENDES. ANÁLISE E DELIBERAÇÃO DA CÂMARA MUNICIPAL. ----
-----------(Documento registado nos serviços camarários, em 2011/14/12, sob o n.º 1326).--------------
-----------Foi presente, na reunião, o ofício da Fundação Aristides de Sousa Mendes, datado de quatro de Abril de dois mil e onze, subordinado ao assunto supra mencionado.-----------------------------
-----------O senhor Presidente da Câmara usou da palavra para justificar a razão de ser deste ponto da ordem do dia e referir-se à transferência/aquisição do imóvel designado por «Casa do Passal», sita em Cabanas de Viriato, pelo preço simbólico de um euro, situação que ia ao encontro do que tinha sido recentemente abordado nas reuniões havidas no Governo Civil do Distrito de Viseu e bem assim do que fora dialogado com a Fundação Aristides de Sousa Mendes e com o Conselho de Administração da Sociedade Anónima Quinta do Passal –Empreendimentos Turísticos, S.A.----------
-----------A Câmara Municipal analisou em pormenor e considerando que-----------------------------------
-----------A aquisição da «Casa do Passal», pelo preço de um euro, por parte da Câmara Municipal, não traduz a mera compra de um imóvel, mas essencialmente de um legado de inegável valor histórico e cultural, do qual emergem valores que é mister preservar, como sejam a tolerância, a solidariedade, a paz, a vida, entre outros;-------------------------------- -----------Na qualidade de parceiro da Fundação Aristides de Sousa Mendes, o Município de Carregal do Sal, incondicionalmente sempre comungou dos objectivos subjacentes à preservação do imóvel em causa, nomeadamente de preservar uma «Obra» digna em memória de Aristides de Sousa Mendes e essencialmente dos valores que com estoicismo este levou a cabo e legou às gerações vindouras, razão porque se apresenta de forma incontornável, ser o Município a única entidade que, com o recurso a fundos comunitários ou outros, sobejamente justificados no caso em apreço, atento o reconhecimento universal da inigualável obra de Aristides de Sousa Mendes, em prol da Humanidade, essencialmente na preservação dos valores da Vida e da Liberdade, poderá levar a bom porto a preservação da citada «Obra», que engrandecerá sobremaneira o concelho de Carregal do Sal;--------------------------------
-----------Estes objectivos têm vindo a ser comunicados à Câmara Municipal pela própria Fundação Aristides de Sousa Mendes e pela Sociedade Anónima Quinta do Passal –Empreendimentos Turísticos, S.A., bem como por outras entidades e personalidades, como a melhor forma de viabilizar o objectivo que para além de municipal é nacional e, porque não dizê-lo, universal;-----------
-----------Com a aquisição do bem em causa está subjacente a sua afectação ao fim cabalmente consensualizado, ou seja, a sua recuperação em memória de Aristides de Sousa Mendes e dos valores que este Herói indubitavelmente representa;--------------------------------------------------------------
-----------Decorrida votação nominal, deliberou por unanimidade nos termos e para os efeitos das disposições da alínea a) do número um do artigo sexagésimo quarto da Lei número cento e sessenta e nove barra noventa e nove, de dezoito de Setembro, alterada e republicada pela Lei número cinco traço A barra dois mil e dois, de onze de Janeiro, adquirir o imóvel designado por «Casa do Passal», pelo preço de um euro, imóvel este constituído por um prédio misto sito ao Passal ou Aido, descrito na Conservatória do Registo Predial de Carregal do Sal, sob o número oitocentos e setenta e sete e inscrito nas respectivas matrizes sob os números quatrocentos e oitenta e seis mil quatrocentos e sessenta e sete, da Freguesia de Cabanas de Viriato, a confrontar do Norte com António Lopes de Campos, do Sul e Nascente com Avenida da Igreja e do Poente com Avenida Cristo-Rei.----------------
-----------O Vice-Presidente retomou as suas funções
-----------(0172/20110415)ELABORAÇÃO E APROVAÇÃO DA ACTA.------------------------------
-----------Eram precisamente dezoito horas, quando o Presidente deu por concluída a agenda da ordem do dia desta reunião, tendo solicitado ao Chefe da Divisão Administrativa que procedesse à leitura da 
acta que, para constar, tinha sido entretanto elaborada.

16 Comentários:

PPP Lusofonia disse...

Eis um caso de "destruição de valor" em extremo.
A Casa do Passal, que o contribuinte ajudou a comprar por 127,500 contos, isto é 635.967 euros em 2001, é avaliada em 1 euro em 2011.

Anónimo disse...

Questões a colocar:

Quem avaliou em 2001?
Será que nessa altura tinha esse valor?
Quem obriga agora a vender por 1€?

beijokense disse...

Isto é como os negócios do BPN e do Roberto - mesmo vendido pelo preço zero, seria um bom negócio para o vendedor.

Anónimo disse...

Para quem não reconhece o valor Sousa Mendes, um euro pela Casa do Passal já é demais

beijokense disse...

Quando se acalmar, pense no assunto. Não é Sousa Mendes que está/ esteve à venda, é uma ruína que vai gerar cash flows negativos ao comprador durante bastante tempo. Só o valor de Sousa Mendes poderia gerar externalidades positivas que compensem essa perda.

Anónimo disse...

Blá blá blá...
Onde está o responsável?
Enfim

falta de zelo disse...

Os responsáveis da perda de valor são os antigos administradores da Fundação, incluindo o Sr. Atílio Nunes, e do Dr. Luís Fidalgo, zeladores que nem uma janela protegeram desde 2001, armados em promitentes vendedores.

Os mesmos que aparecem agora como promitentes compradores na qualidade de Presidente e Vice Presidente da Câmara Municipal.

Curioso,não acham?

Anónimo disse...

Ao contrário de que parece, é um negócio perfeitamente válido. Não é uma venda verdadeira mas uma transmissão de propriedade com fim intencional, ou seja, quem compra é obrigado a iniciar o processo de restauro imediato com a função já estabelecida (fundação, museu etc) não podendo usar o edifício para outros fins.
Como a fundação, segundo ouvi dizer não tem os milhões necessários para a reconstrução, teve de passar a batata quente para o Estado, sob pena de nunca vir a fazer nada.Assim é ao estado que cabe esse papel.
Aliás, no mundo dos negócios isto acontece muito, basta ver pais e filhos ou irmãos a comprarem as casas uns dos outros a um preço abaixo do mercado para as manterem na familia e pagarem menos imposto!

Longe da vista disse...

Alguém entregaria o BPN ao Oliveira e Costa por um euro?

Anónimo disse...

É impressão minha ou à generalidade dos senhores e senhoras comentadores escapou a imporTância histórica desta aquisição Municipal? Já não bastou a tardia "reabilitação" através de moção na assembleia da república de Aristides Sousa Mendes, pelo Estado que o ostracizou, baniu e deixou morrer na miséria?

Sob tutela municipal este imóvel ganhará certamente nova vida e dignidade ( vou estar atenta), sendo a hora própria de exortar os homens e mulheres de Portugal e do Mundo que como o Dr. Aristides deram o corpo ao manifesto salvando a vida a milhares de homens e mulheres sem enriquecer senão a sua alma!

Romântica serei...ao ter esperanças de que vós não representem o futuro, mais as vossa mesquinhas e provincianas considerações e cheira-me que logo que possam hão-de encontrar formas de se ver ressarcidos "desta monstruosa injustiça", encostando-se a tudo quanto a Futura Casa do passal vos possa vir a dar a ganhar sem que o vosso esforço não tenha ido além da defesa da "honra" dos contribuintes agora "defraudados"!

assina:
Cidadã com os IMPOSTOS EM DIA

beijokense disse...

@Cidadã com os IMPOSTOS EM DIA

A "generalidade" são poucas pessoas. Havia 8 (agora 9) comentários da mesma pessoa O:-)

Anónimo disse...

Porquê tanto segredo durante 3 meses?
Onde está a transparência?

http://amigosdesousamendes.blogspot.com disse...

See English  translation of Municipal Council Minutes here

Mais artigos sobre Sousa Mendes disse...

Artigos mais antigos sobre Sousa Mendes

Comunicado da Câmara Municipal de Carregal do Sal disse...

Ver Comunicado da Câmara

beijokense disse...

O link do comunicado referido no comentário de 9-8 e publicado no Beijós XXI é este:
http://beijozxxi.blogspot.com/2011/08/casa-do-passal-o-esclarecimento-que-se.html

Enviar um comentário