Translate

Casa do Passal – O esclarecimento que se impõe!

terça-feira, 9 de agosto de 2011
O Beijós XXI divulga na íntegra um comunicado recebido do Gabinete do Presidente da Câmara Municipal de Carregal do Sal:

Em face das “notícias” que andam a circular sobre a “aquisição” da Casa do Passal, é obrigação da Câmara Municipal de Carregal do Sal, em nome da verdade e da transparência da sua actividade político-administrativa, prestar o seguinte esclarecimento:

1) Na reunião de 15 de Abril de 2011, a Câmara Municipal de Carregal do Sal, deliberou sobre uma proposta de cedência da Casa do Passal (venda a preço simbólico), proposta essa formulada pelo Presidente do Conselho de Administração da Fundação Aristides de Sousa Mendes e da Sociedade “Quinta do Passal – Empreendimentos Turísticos, S.A.”.

2) Tal como se encontra evidenciado na acta da referida reunião, a aquisição por parte da Câmara Municipal, por preço simbólico, não traduzia, nem traduz a mera compra de um imóvel, mas, essencialmente, uma operação viabilizadora da recuperação de um legado de inegável valor histórico e cultural, do qual emergem valores que é mister preservar, seja a nível local, seja a nível nacional e internacional.

3) O Município de Carregal do Sal sempre comungou dos objectivos subjacentes à reabilitação do imóvel em causa e à preservação da «Obra» digna em memória de Aristides de Sousa Mendes, apresentando-se como entidade privilegiada que, com o recurso a fundos comunitários ou outros, poderá levar a bom porto tão almejado e justo projecto.

4) A aquisição do bem em causa concretiza a afectação do mesmo ao fim cabalmente consensualizado, traduzido na recuperação da Casa do Passal, em memória de Aristides de Sousa Mendes e dos valores que este Herói representa, alicerçados num projecto e objectivo que é municipal, nacional e, porque não dizê-lo, universal.

5) Ademais, tal desiderato, como se sabe, só poderá ser prosseguido pelo Município, enquanto “detentor” do imóvel a recuperar, isto sem embargo de a respectiva afectação e funcionamento futuros virem a ser protocolados com a Fundação Aristides de Sousa Mendes ou outra Entidade que seja ou venha a ser promotora das iniciativas e dos valores imanentes à figura de Aristides de Sousa Mendes. Aliás, é do conhecimento público, o desencadear de iniciativas e investimentos de outros Municípios ou cidades, em memória de Aristides de Sousa Mendes, designadamente, as cidades da Guarda e de Viseu.

6) Até à data não foi concretizada a deliberação de aceitação da alegada cedência (“venda simbólica”), tendo por objectivo principal e único – reitera-se – a viabilização da dita recuperação da Casa do Passal.

7) Assim, a Câmara Municipal apenas tem a intenção de viabilizar a recuperação e não aceita lições de puro oportunismo e protagonismo de quem, sobre o assunto, pouco ou nada mostrou ou fez, introduzindo apenas mal-estar em todo o processo que, julgamos, a todos devia e deve unir, ou seja, a recuperação da Casa do Passal.

Carregal do Sal, 05 de Agosto de 2011.
O Presidente da Câmara,
Atílio dos Santos Nunes

1 Comentários:

Irregular disse...

Se não avançaram com o projecto do Passal em 10 anos de vacas gordas, que farão agora em tempo de vacas magras?

Enviar um comentário